BALANÇO SEMANAL CNC — 14 a 18/09/2020

Nota do presidente: a partir da próxima semana, o CNC apresentará uma síntese dos temas de maior interesse à produção de café no Brasil, que foram debatidos na 127ª Sessão do Conselho Internacional do Café e nas demais reuniões da Organização Internacional do Café (OIC).


‘CNC em Ação’ pretende dinamizar comunicação com produtores

Vídeos serão disponibilizados nas redes sociais e transmitidos diretamente via WhatsApp a conselheiros, diretores, associados e parceiros



O Conselho Nacional do Café (CNC) lançará, em outubro, o “CNC em Ação”, um boletim informativo audiovisual, que será disponibilizado no canal do YouTube, nas redes sociais e transmitido diretamente via WhatsApp a conselheiros, diretores, associados, parceiros e demais interessados.


“O objetivo do ‘CNC em Ação’ é fazer com que o trabalho chegue de forma mais ágil para a base produtora, apresentando a cafeicultores, cooperativas, associações e sindicatos as atividades e conquistas que o Conselho obtém para a produção cafeeira no Brasil”, explica o presidente Silas Brasileiro.


Segundo ele, a iniciativa também pretende ampliar a propagação e a penetração de acesso a essas informações, contando, para isso, com a parceria de conselheiros e associados do CNC, que poderão retransmitir os boletins via aplicativo a suas redes de contato.


“Muitas vezes questionam o que fazemos, defendemos ou mesmo onde atuamos. Para ajudar a reduzir essas dúvidas, investimos nessa modalidade de comunicação em vídeo, tornando mais fácil, rápido e acessível o que o CNC realiza em benefício dos cafeicultores”, justifica o presidente.


“Vamos mostrar nossas atividades no acompanhamento das legislações tributária e trabalhista e como atuamos em relação a temas como, por exemplo, uso de defensivos, com limites e exclusão de insumos essenciais para a proteção das plantas permitidas nos países produtores concorrentes do Brasil, cujas legislações são flexíveis e o mercado aceita. Enfim, mostraremos que o trabalho é diário e permanente na proteção e na defesa da cafeicultura nacional, não nos esquecendo do cuidado que temos para manter o maior patrimônio e a maior riqueza do Brasil, que são os recursos do Funcafé”, completa.


O “CNC em Ação” será desenvolvido pela diretoria de comunicação do Conselho Nacional do Café em parceria com a empresa MLara, através de trabalho conjunto com o jornalista Marcelo Lara.


“Esta é mais uma iniciativa do CNC para atender e melhor informar a associados e produtores brasileiros sobre os assuntos relevantes do agronegócio café no país e no mundo”, conclui Brasileiro.




Preços do café despencam no mercado internacional


Cotações foram pressionadas pela previsão de chuvas no cinturão cafeeiro do Brasil a partir do próximo domingo






Os contratos futuros do café desceram a ladeira nesta semana no mercado internacional, acumulando quatro quedas consecutivas desde a segunda-feira, 14 de setembro. Analistas sugerem que o movimento foi puxado pelas previsões de chuvas no cinturão cafeeiro do Brasil neste fim de semana.


Segundo a Somar Meteorologia, no domingo, um sistema frontal, associado a uma frente fria, avança e ocasiona chuva na Região Sudeste. O serviço aponta precipitações em metade do Sul de Minas Gerais e nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, além de queda das temperaturas motivada por uma massa de ar mais frio.


No início da próxima semana, a chuva permanece em São Paulo, Triângulo Mineiro, metade sul de Minas Gerais e entre o Rio e o Espírito Santo. Por enquanto, a única área que permanece com tempo firme é o norte mineiro, onde continua a sensação de calor diante de sol entre poucas nuvens.


Na Bolsa de NY, o vencimento dezembro/2020 do café arábica acumulou fortes perdas de 1.445 pontos, encerrando a sessão de ontem a US$ 1,18 por libra-peso. Na ICE Europe, o vencimento novembro/2020 do robusta fechou a US$ 1.387 por tonelada, registrando declínio de US$ 46 na semana.


Em relação ao câmbio, o dólar comercial caiu 1,9% no acumulado semanal até ontem. A moeda foi pressionada pelo desfecho da reunião de política monetária do Federal Reserve (FED, banco central dos EUA), que não deverá elevar a taxa de juros no curto prazo.


No mercado físico, as cotações acompanharam o desempenho internacional e também recuaram, o que afastou os vendedores do mercado. Os indicadores calculados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) para as variedades arábica e conilon se situaram em R$ 554,16/saca e R$ 385,22/saca, registrando perdas de 6,5% e 3,4%, respectivamente.


Estatuto do Idoso 

Balanço Semanal

Sobre Silas Brasileiro

  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle