Após forte alta, café em NY deve ter correção técnica

O mercado futuro de café arábica encerra a semana na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) em alta. Após um salto de mais de 4,40% na quinta-feira (26/05), o vencimento julho/22, o mais negociado, subiu cerca 1075 pontos na semana, encerrando ontem (26) a 226,60 centavos de dólar por libra-peso. Na ICE Europe, o vencimento maio/22 do café teve alta de US$ 53,00, fechando a sessão de ontem (26) a US$ 2.107,00 por tonelada. A expectativa de uma nova queda nas temperaturas nas regiões produtoras tem influenciado o mercado.

O dólar à vista apresentou queda ontem (26). A moeda fechou cotada a R$ 4,7614, em baixa de 1,23%. Na semana, o dólar apresenta desvalorização de 2,31%.

Com a grande oscilação climática que está ocorrendo no país, com envolvimento e reflexo direto no cinturão cafeeiro, o CNC e a Asbraer, realizarão o V Webinar com o Inmet, na próxima quinta-feira, 02 de junho, às 09h00. O Webinar faz parte de um Acordo de Cooperação Técnica entre CNC-ASBRAER e contará com as informações do Chefe de Serviço do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz. O evento será gratuito e online, transmitido pelo Youtube do Conselho Nacional do Café.

No mercado físico, os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) informaram que as cotações domésticas do café arábica e do robusta tiveram comportamento distinto ontem (26). Segundo os pesquisadores, o arábica se valorizou acompanhando o mercado futuro internacional, porém o robusta teve ação retraída, com poucos negócios efetivados. Os indicadores calculados pela instituição para as variedades arábica e robusta se situaram em R$ 1.269,38 por saca e R$ 726,41 por saca, com variação semanal positiva de 1,90% e negativa de 2,85%, respectivamente.