top of page

Comitê Técnico do CDPC se reúne com pautas fundamentais para a cafeicultura



Aconteceu nesta terça-feira, 19, a última reunião do ano do Comitê Técnico do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), que contou com uma pauta completa, apresentação de ações fundamentais realizadas no ano de 2023 e algumas agendas de reuniões já definidas para o próximo ano.


A 7ª Reunião Ordinária, coordenada pelo Secretário Adjunto Substituto de Política Agrícola, Wilson Vaz de Araújo, pelo Diretor de Comercialização da SPA, Sílvio Farnese e pela Cooodenadora Geral do Café, Janaína Macedo, além de representante do Governo e da Iniciativa Privada, teve análises fundamentais para o futuro do setor cafeeiro nacional. Dentre as propostas, esteve a discussão sobre a atualização do Decreto 94.874/87 com a apresentação de uma minuta, que contou com contribuições de todos os membros. A mudança visa aprimorar o decreto que impacta diretamente o setor.


Funcafé


Uma das expectativas está no valor do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) a ser disponibilizado para a próxima safra 2023/2024, algo em torno de R$ 7 bilhões. O Conselho Nacional do Café (CNC) discutiu a proposta de investimento apresentada para o senhor Ministro Carlos Fávaro, na ordem de R$ 40 milhões, valor esse não sujeito ao contingenciamento, ficando assim distribuído:


  • R$ 22 milhões para o Programa Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento do Café – PNP&D/Café;

  • R$ 8 milhões para Plano Nacional e Internacional de Comunicação e Promoção da Imagem e Sustentabilidade dos Cafés do Brasil;

  • R$ 6 milhões para Investimentos em Ferramentas Digitais de Rastreabilidade e monitoramento ESG;

  • R$ 2 milhões para Plano de atualização do parque cafeeiro e aprimoramento do levantamento de safras;

  • R$ 2 milhões destinados ao pagamento da contribuição anual da OIC – Organização Mundial do Café.

“Finalizamos o ano com uma excelente reunião do Comitê Técnico do CDPC. O ano de 2024 será ainda mais desafiador e já alinhamos pautas importantes. O Conselho Deliberativo da Política do Café desempenhou um papel essencial, destacando-se pela eficácia na liberação de recursos para produtores. A assertividade na aplicação dos valores tem sido uma forte marca do trabalho. Outro destaque ficou pelo apoio incondicional do ministro Carlos Fávaro ao FUNCAFÉ, incluindo a realização de um evento inédito para anunciar os investimentos no Banco do Produtor”, explicou Silas Brasileiro, presidente do CNC.


Mais informações para a imprensa

Assessoria de Comunicação

(61) 3226-2269

bottom of page