top of page

Dias intensos no mercado de café em NY com possível reação dos preços no encerramento da semana


Depois de nove sessões seguidas de quedas fortes, o café na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) reagiu na última quinta-feira (12) e deu sinais de uma possível reação das cotações a bons patamares. Desde os meados de 2021, os preços não atingiam valores tão baixos. Importante ressaltar que a Bolsas de Nova York não funcionará na segunda (16) em razão do feriado em memória a Martin Luther King Jr.


O vencimento março/22, o mais líquido, encerrou ontem (12) o pregão em 149,40 centavos de dólar por libra-peso. Na semana a baixa foi de 6% (890 pontos) em comparação com a cotação da quinta-feira (15/12). O café robusta na Bolsa de Londres (ICE Futures Europe) fechou esta quinta-feira em alta semanal de US$ 76,00 (4,08%) a US$ 1.941 por tonelada.


O dólar à vista teve queda por três dias consecutivos, com desvalorização de 1,55%, em R$ 5,1005. Na semana, a moeda americana se desvalorizou em 2,59% com relação à brasileira.

O tempo deve continuar instável na Região Sudeste do Brasil no fim de semana. Segundo a Somar Meteorologia, as temperaturas se elevam no período da tarde e faz calor. As nuvens de chuva se formam e há risco de temporais.


No mercado físico, os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) informaram que as cotações subiram nesta quinta-feira. Apesar disso, os indicadores calculados pela instituição para as variedades arábica e robusta se situaram em R$ 953,00 por saca e R$ 675,20 por saca, com variação semanal negativa de 6,89% e de 2,58%, respectivamente.




Mais informações para a imprensa

Assessoria de Comunicação CNC

Alexandre Costa – alexandrecosta@cncafe.com.br / imprensa@cncafe.com.br

(61) 3226-2269

Comentários


bottom of page