top of page

Encontro internacional mostra início de processo de modernização da OIC


Com visão estratégica moderna, liderada por Vanusia Nogueira, organização quer ampliar importância e presença mundial

A Organização Internacional do Café (OIC) realizou com êxito o encontro mundial ocorrido na Colômbia, no início do mês de outubro. A OIC é a principal organização intergovernamental para o café, reunindo governos exportadores e importadores para enfrentar os desafios do setor cafeeiro mundial por meio da cooperação internacional. Seus governos membros representam 98% da produção mundial de café e 67% do consumo mundial.

Durante a 134ª Sessão do Conselho Internacional do Café (CIC) ficou claro o início de um processo de modernização da entidade. Sem perder o foco na sua missão, a Diretora Executiva da instituição, Vanusia Nogueira, propôs alguns avanços que apresentou durante o evento. Segundo a brasileira, a OIC pode ser ainda mais participativa promovendo debates técnicos, empresariais, agronômicos, sem deixar de lado o viés diplomático que a organização tem.

O Conselho Nacional do Café (CNC) esteve na Colômbia e viu de perto que Vanusia está recebendo apoio de todos os delegados mundiais para implantação da visão estratégica pensada para os próximos anos. “Foi nítido o quanto todos os delegados estão depositando suas fichas na Vanusia, eles acreditam que ela vá de fato modernizar a OIC, deixando-a mais dinâmica e eficiente”, analisou Silas Brasileiro, presidente do CNC.

Vanusia Nogueira destacou que em seu plano quinquenal pretende trabalhar próxima do setor privado, buscando investimentos para a promoção do café em todo o mundo. A intenção da Diretora Executiva é utilizar os recursos advindos de patrocínios externos para desenvolver projetos no âmbito da cafeicultura mundial. Nogueira pretende trazer uma visão mais empresarial para a organização, proporcionando avanços para os países produtores e os demais elos da cadeia cafeeira.

Silas Brasileiro elogiou Vanusia Nogueira em razão dos trabalhos desenvolvidos frente à OIC. “Os países produtores, as indústrias e os traders estão confiantes de que a nossa Diretoria Executiva vá desempenhar um excelente papel frente à organização. Não é nenhuma novidade para nós, já que desde a indicação do nome da Vanusia como candidata do Brasil no certame, tínhamos convicção de que ela seria a escolha perfeita, por ser cafeicultora competente, gestora de sucesso – podemos citar a promoção dos cafés especiais – mas também por acompanhar de perto as políticas cafeeiras do Brasil como Conselheira do CNC e diretora da BSCA (Associação Brasileira de Cafés Especiais)”, finalizou.

Resumo do CIC

O CNC participou ativamente de toda a programação do CIC. Ao chegar na Colômbia, a equipe do Conselho foi convidada a visitar propriedades rurais produtoras de café no país. Posteriormente, esteve presente no Fórum Mundial dos CEO´s e líderes, e no Fórum Mundial dos Produtores de Café, discutindo políticas fundamentais para o setor, como por exemplo, a defesa da cafeicultura frente às sanções impostas pelo Parlamento Europeu. Na sequência, participou da reunião que culminou na assinatura do novo Acordo Internacional do Café (AIC). O CNC ainda teve a oportunidade de exibir um vídeo e apresentar a produção sustentável do café brasileiro, lançando oficialmente o Programa Café Produtor de Água para o mundo.

Mais informações para a imprensa Assessoria de Comunicação Alexandre Costa – ascomsilasbrasileiro@hotmail.com (61) 3226-2269

bottom of page