top of page

Funcafé disponibilizará mais de R$ 6.886 bilhões para safra 2024/2025



Com um acréscimo de mais de R$ 511 milhões em relação à safra 2023/2024, o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), irá disponibilizar R$ 6.886.605.753,00 para a safra de café 2024/2025. A proposta foi aprovada pelo Comitê Técnico do Conselho Deliberativo da Política do Café (CTCDPC) nesta quarta-feira, 03, durante reunião no Ministério da Agricultura e Pecuária, presidida pelo Secretário de Política Agrícola do MAPA, Neri Geller.


O próximo passo será a aprovação por parte do CDPC. As linhas atendidas e os valores ficaram assim definidos:


  • Crédito de comercialização – R$ 2.490.565.379,00

  • Crédito de custeio – R$ 1.753.426.947,00

  • Financiamento para Aquisição de Café (FAC) – R$ 1.615.357.735,00

  • Crédito para capital de giro para indústrias de café solúvel e de torrefação de café e para cooperativa de produção – R$ 1.015.255.692,00

  • Crédito para recuperação de cafezais danificados – R$ 30.000.000,00


Ao total, o Funcafé irá disponibilizar aos agentes financeiros para financiamento nas linhas citadas o montante de R$ 6.886.605.753,00 (bilhões de reais).


Próximos passosApós aprovação do CDPC, a proposta será enviada ao Conselho Monetário Nacional (CMN). A próxima etapa será a liberação dos documentos para os agentes financeiros indicarem ao Ministério da Agricultura e Pecuária suas intenções de buscarem os recursos para oferecerem aos produtores, sendo a taxa de juros pactuada em 8% para remuneração do fundo e até 3% o spread bancário. Após o lançamento do Plano Safra, os recursos estarão disponíveis para acesso dos interessados.


Silas Brasileiro, presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), ressaltou o compromisso do governo em garantir uma gestão ágil dos recursos do Funcafé, visando assegurar que os produtores tenham acesso efetivo ao crédito disponibilizado pelo fundo.


“Agradecemos ao Ministro Carlos Fávaro em dispor toda a sua competente equipe para chegarmos ao mais vultuoso Funcafé de todos os tempos. Ressaltamos a dedicação do Secretário de Política Agrícola, Neri Geller, do Diretor do Departamento de Comercialização, José Maria dos Anjos, da Coordenadora-geral de café, Janaína Macedo Freitas, e suas equipes dedicadas”, pontuou Silas.


“Novamente acreditamos que o processo ocorrerá de maneira célere para que os produtores e as entidades tenham acesso ao crédito tão logo o Plano Safra seja anunciado pelo Governo”, ressaltou Silas Brasileiro.


Sobre o FuncaféO Funcafé, constituído com recursos dos próprios produtores, desempenha um papel fundamental no apoio e desenvolvimento da cafeicultura brasileira. Através da parceria entre entes públicos e privados dentro do Conselho Deliberativo da Política do Café, que é presidio pelo Ministro da Agricultura e Pecuária, busca-se fortalecer ainda mais esse instrumento essencial para o setor, proporcionando aos cafeicultores as condições necessárias para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades do mercado cafeeiro.


Como um dos guardiões do Funcafé, o CNC se compromete a manter os produtores informados sobre todos os passos do processo, garantindo transparência e prestação de contas. Acompanhe os boletins e balanços semanais do CNC para mais informações sobre o Funcafé e seus impactos na cafeicultura nacional.


Mais informações para a imprensa

Assessoria de Comunicação

(61) 3226-2269

Commentaires


bottom of page