top of page

Mais duas cooperativas associadas ao CNC promovem AGO´s com balanços positivos


Outras duas cooperativas associadas ao Conselho Nacional de Café (CNC) realizaram assembleias gerais ordinárias nos últimos dias, com destaque para os balanços positivos das entidades. Trata-se da Cooxupé e da Cocatrel.


A Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé, hoje com mais de 18 mil produtores associados, fará o repasse de sobras para seus cooperados. A distribuição vem do saldo do balanço de 2022. Os números foram apresentados no dia 31 de março de 2023, em assembleia geral ordinária realizada na sede da Cooxupé, em Guaxupé, Sul de Minas Gerais.


Os investimentos realizados em 2022 também são destaques do balanço. Foram investidos recursos no patrimônio dos cooperados, com a abertura de núcleo em Manhuaçu, reformas e ampliações nos núcleos de Monte Santo de Minas e São Pedro da União e, também no Complexo Japy, além da inauguração da nova sede da SMC Specialty Coffees. Este valor investido é o maior da história da cooperativa.

O presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, destacou os resultados como excelentes, após pontuar os principais desafios ocorridos no ano passado, especialmente nos embarques por conta de questões logísticas, da quebra de safra, de queda do preço e da taxa de juros.


“A exportação corresponde a 80% das nossas atividades e se o café não chega ao comprador internacional a cooperativa não tem como suprir o seu caixa. Mesmo diante de todos os desafios, conseguimos obter excelentes resultados em investimentos e que nos permitiu distribuir aos cooperados um valor expressivo, para aqueles que participaram junto aos negócios da Cooxupé em 2022”, diz Melo.

Em 2022, a Cooxupé embarcou para os mercados interno e externo 6,8 milhões de sacas de café arábica. Já as exportações para clientes de 50 países somaram 5,6 milhões de sacas. Além do café commodity, a cooperativa – por meio da SMC Specialty Coffees – embarcou mais de 154 mil sacas de cafés especiais, entre as quais mais de 140 mil foram direcionadas para o mercado externo.


Recebimento de café e perfil do cooperado

Em 2022, a Cooxupé registrou recebimento de 5 milhões de sacas de café vindas de cooperados e de terceiros. Somente de seus produtores associados, a cooperativa recebeu 3,6 milhões de sacas. Este volume de recebimento, segundo a CONAB, representou 15% da produção nacional de café arábica e 23% da produção deste tipo de café no estado de Minas Gerais.


Os associados da cooperativa, entre os quais 98,4% respondem por mini e pequenos produtores que representam a agricultura familiar, produziram no ano passado 6,43 milhões de sacas de café arábica no Sul e Cerrado de Minas Gerais, na média mogiana do estado de São Paulo e nas Matas de Minas. Torrefação cresce no Brasil


Já a Torrefação da Cooxupé, em atividade há 38 anos, registrou crescimento nas vendas em quilos de 14% em relação a 2021. A unidade fabril responde pelas marcas Evolutto, Prima Qualità, Prima Qualità Safra Especial, Gerações e Terrazza.


Gerações

Além de celebrar os 90 anos de cooperativismo, a Cooxupé ainda comemorou no ano passado a implantação do seu próprio protocolo de sustentabilidade, o Programa Gerações. “Nosso objetivo é que nosso produtor desbrave o mundo da sustentabilidade, da sucessão e de uma gestão cada vez maior e melhor dentro da propriedade e da cooperativa. Trata-se de um programa inclusivo, que congrega desde o pequeno até o grande cooperado, totalmente preparado e adaptado conforme a realidade dos nossos produtores para que avancem em sustentabilidade e, assim, ganhem mais competitividade diante das exigências do mercado e do consumidor de café”, conclui Melo.


Na quarta-feira (29/03), a Cocatrel realizou a Assembleia Geral Ordinária para deliberar sobre a prestação de contas, a destinação das sobras e a eleição dos componentes do Conselho Fiscal para o mandato 2023/2024. Foram os maiores resultados da história da cooperativa.


Em termos de faturamento, houve um crescimento de 14,15% em relação ao ano anterior. Vale ressaltar que o crescimento das receitas é contínuo desde 2017, tendo apresentado aumento de 334% no período entre 2012 e 2022. Em termos de sobras (lucros), o ano também foi de recorde, apresentando crescimento de 202,79% em relação ao ano de 2021 e o dobro em relação ao ano de 2019, que era, até então, o melhor resultado da história da cooperativa, demonstrando a preocupação e o compromisso da atual gestão com a saúde financeira da instituição.


Apesar de todas as dificuldades no período (Covid-19, guerra entre Rússia e Ucrânia, inflação global, recessão nos Estados Unidos, secas na região cafeeira nos anos 2020 e 2021, geadas em 2021 e problemas logísticos na exportação de café), a Cocatrel cresceu e prosperou. A mudança em função do novo sistema (ERP) já começa a dar frutos, melhorando a qualidade das informações da cooperativa e procedimentos nas operações internas.


Além da diversificação de negócios, a Cocatrel expandiu suas operações de recebimento de café e loja para mais duas cidades em que atuava: Monsenhor Paulo e Cristais. O objetivo foi se aproximar desses cooperados e, também, conquistar novos associados.


Outro ponto de destaque foi o setor de exportação da cooperativa. Com a melhoria da estrutura de hedge, fundamental para a gestão de risco das operações com mercados internacionais, a Cocatrel expandiu tanto suas exportações de cafés convencionais como de cafés especiais. Atualmente, a cooperativa já exporta para cerca 30 países e vende com valor agregado, que é repassado aos cooperados.


O crescimento da estrutura de preparo de café tornou possível a exportação de blends diversificados em termos de qualidade de bebida, aspecto e tamanho de peneira. Isso gerou agregação de valor. Assim, a cooperativa consegue vender por preços mais altos e descontar menos do cooperado, fato que foi demonstrado por um estudo da Ocemg, que colocou a Cocatrel em primeiro lugar no repasse do valor aos cooperados em uma comparação com grupos de café, cooperativas participantes da Coccamig e compradores de café.


A AGO também deu posse aos novos membros do Conselho Fiscal para o mandato de abril de 2023 a março de 2024, sendo eles Adalgisa Vilela Sério Miranda, Aline Grigório de Lima, Carlos Antônio de Melo Ramos, Daniel Resende Firmino, Ricardo Antônio Barbosa Lima e Tulio Sarto. Houve também um agradecimento aos atuais membros, que terminam o seu mandato como conselheiros da cooperativa.

“Há muito o que fazer, os desafios são imensos, mas é preciso celebrar com os cooperados, colaboradores, fornecedores, compradores e sociedade a evolução de nossa cooperativa, que pretende, acima de tudo, crescer junto com os cooperados, sendo suporte para seus negócios”, destaca Marco Valério Araújo Brito, diretor presidente da cooperativa.


Silas Brasileiro, presidente do Conselho Nacional do Café, destacou a importância das duas cooperativas no cenário cooperativista nacional. “As gestões da Cooxupé e da Cocatrel são admiráveis e merecem todo o nosso elogio e reconhecimento. Eles são responsáveis por liderar e gerenciar as suas organizações que, por meio da união e cooperação entre seus membros, promovem o desenvolvimento econômico e social de suas comunidades. O presidente da Cooxupé, Carlos Augusto, e o presidente da Cocatrel, Marco Brito, são pessoas dedicadas, comprometidas e habilidosas, que têm a difícil tarefa de conciliar os interesses dos membros da cooperativa com os objetivos da organização. Eles precisam tomar decisões estratégicas, gerenciar recursos financeiros, administrar equipes de trabalho e representar a cooperativa mundialmente, fazendo isso com maestria. Graças ao trabalho desses gestores, as cooperativas se tornam verdadeiros catalisadores de desenvolvimento local, promovendo a geração de emprego e renda, a inclusão social e o fortalecimento da economia solidária. Por isso, é justo e necessário reconhecer e elogiar o importante papel desses profissionais na construção de um mundo mais justo, sustentável e cooperativo”.


Com informações da Ascom Cooxupé Cocatrel

Mais informações para a imprensa

Assessoria de Comunicação

Alexandre Costa – ascomsilasbrasileiro@hotmail.com

(61) 3226-2269

bottom of page