top of page

Mercado de café continua instável em NY

O mercado futuro de café arábica continua instável na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). Ontem (11/08), as cotações subiram quarta sessão seguida. O vencimento setembro/22 encerrou com 1,59% (350 pontos) de alta nesta quinta-feira (11/08), fechando a 223,95 centavos de dólar por libra-peso. Na semana, a valorização foi de 1450 pontos. O café robusta na Bolsa de Londres (ICE Futures Europe) fechou a quinta-feira (11) com alta semanal significativa de US$ 173,00 (8,47%) a US$ 2.216 por tonelada.


O dólar à vista fechou em alta de 1,44%, a R$ 5,1582. Cenário interno, incertezas com questões fiscais e políticas impedem o real de manter uma trajetória mais firme de valorização, segundo corretores. Na semana houve desvalorização de 0,17%.


O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou ao Conselho Nacional do Café (CNC) que as novas previsões meteorológicas indicam outra onda de frio que deve atingir o Sul de Minas no final da próxima semana, entre os dias 19 e 21 de agosto, que deve causar baixas temperaturas em toda a região de café. O Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz, destacou que o instituto está acompanhando de perto as mudanças de temperatura e a possibilidade de geadas.


No mercado físico, os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) informaram que as cotações domésticas do café arábica e robusta subiram ontem (11), influenciados, principalmente, por mais compradores no mercado. Os indicadores calculados pela instituição para as variedades arábica e robusta se situaram em R$ 1.294,94 por saca e R$ 728,47 por saca, com variação semanal positiva de 2,65% e 1,29%, respectivamente.


Mais informações para a imprensa

Assessoria de Comunicação

Alexandre Costa – ascomsilasbrasileiro@hotmail.com

(61) 3226-2269

bottom of page