top of page

Resgate da tradição: café cru lançado pela Cocatrel é motivo de elogios por parte do CNC


Ao oferecer café cru para consumidores Cocatrel mostra a importância da variação de opções de mercado, resgatando tradição com experiência personalizada


Reconhecidamente memórias afetivas trazem experiências marcantes para os seres humanos. Nos lares brasileiros sempre foi muito comum torrar o café cru em uma panela, frigideira, torrador manual ou assadeira, na grande maioria das casas, no fogão à lenha. O cheiro inconfundível e incomparável ganhava a vizinhança e era sinal de que logo haveria na mesa um café bem gostoso, com aroma e sabor próprios, cultivado e preparado com muito prazer.


Segundo a Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas (Cocatrel), a ideia de lançar o café cru é oferecer aos clientes a opção de personalizar ainda mais a experiência de consumo. O produto foi lançado nesta terça-feira (19/07) como mais uma opção para os amantes do café. O grão cru proporciona a torra e a moagem em casa. “Esse novo produto atende o recente nicho de mercado que torna o processo de torrar e moer um verdadeiro ritual para se consumir a bebida”, explica a cooperativa por meio de nota oficial.


O café cru, também chamado de café verde, lançado pela Cocatrel será vendido em pacotes de 1kg embalados à vácuo, que mantém as qualidades sensoriais dos grãos durante o transporte e armazenagem. Eles poderão ser encontrados nas Cafeterias Cocatrel, em Três Pontas, Nepomuceno, Carmo da Cachoeira e Santana da Vargem, e na loja online (lojacocatrel.com.br).


O café em grãos crus da Cocatrel vem em uma embalagem transparente, que permite visualização completa do conteúdo. Os grãos são da variedade Bourbon Amarelo, posicionados entre os melhores do mundo para a produção de cafés especiais. Isso porque, no geral, dão origem a bebidas suaves, de baixa acidez e corpo médio, com acentuada doçura e notas achocolatadas, que chegam a lembrar cereais torrados e avelãs. Por isso, esse café oferece excelentes harmonizações com chocolates, por exemplo.


Elogios do CNC


Ao lançar essa opção aos clientes, a Cocatrel dá um passo importante no resgate da tradição. “Ao sentir o cheiro de café torrando, num processo todo manual, imediatamente me lembro da minha saudosa mãe, Dona Lica, preparando nosso cafezinho com muito amor”, conta Silas Brasileiro, presidente do Conselho Nacional do Café.


Silas Brasileiro fez questão de elogiar a iniciativa da Cocatrel. “Esse tipo de ação deve ser elogiado e seguido. Além de resgatar a tradição, o café cru proporciona uma experiência única para o cliente, do preparo ao consumo. Muitas pessoas desconhecem o processo ou até mesmo não se lembram mais do quanto é prazeroso preparar o café dessa maneira. Avaliamos como extraordinária a ideia”.


O café torrado em grãos e o café cru já são realidades no mundo do café e sua existência e crescimento andam juntos com o mercado de cafés especiais, que vai criando uma cultura de consumo composta por consumidores que desejam mais do que tomar café, querem experenciar os processos de torra, de moagem, de preparação por vários métodos.


Consumidor mais conhecedor


“Sabemos que as pessoas vão buscar conhecimento para acertarem o ponto da torra de acordo com o seu gosto pessoal. Sem dúvidas, aumentará o número de consumidores estudando mais sobre o café, aprendendo a dar ponto na torra, a moer na espessura correta, a consumir uma bela xícara simplesmente pelo prazer e não só pelo costume. Parabenizamos ao departamento comercial e de marketing, mas estendemos ao presidente Marco Brito e toda a diretoria nossos cumprimentos por essa ação extremamente feliz”, finalizou o presidente do CNC.

コメント


bottom of page