RÁDIO CNC destaca sustentabilidade social da cafeicultura


Nesta semana, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho, o Brasil teve, em maio, seu segundo mês consecutivo de geração de empregos no ano. O bom desempenho foi puxado pelo agro, fato comemorado pelo presidente executivo do Conselho Nacional do Café (CNC), deputado Silas Brasileiro.


“A agropecuária nacional encerrou o mês de maio com saldo positivo de 46.049 postos de trabalho com carteira assinada. Nesse cenário, merece destaque a cafeicultura, que, com o início da colheita, gerou milhares de empregos nos Estados produtores, principalmente em Minas Gerais. Aliadas ao café, as culturas de laranja, em São Paulo, e a da cana de açúcar, no Rio de Janeiro e no Estado Paulista, também contribuíram para o bom desempenho do agro”, destaca.


Tiveram saldo positivo na geração de empregos, ainda, os segmentos de serviços, indústria de transformação e administração pública. Esses três setores, junto com o agro, compensaram o fechamento de vagas nos de Comércio, Construção Civil, Indústria Extrativista Mineral e Serviços Industriais de Utilidade Pública.


Leia mais

Sobre Silas Brasileiro

Estatuto do Idoso 

Balanço Semanal