Abertura do 25º Seminário do Café acontece na terça-feira

Foto: Patrocínio Online

Com as presenças de autoridades federais, estaduais e municipais; produtores; parceiros e um expressivo público, a Acarpa e a Expocaccer

realizaram a solenidade de abertura do 25º Seminário do Café Região do Cerrado Mineiro,na tarde de terça-feira, 03/10, no Parque de Exposições Brumado dos Pavões. O evento terá a duração de três dias, de 03 a 05 de outubro, em novo horário - das 11 às 19 horas -, com extensa programação.


PRIMEIRO DIA

Após o corte simbólico da fita pelas autoridades presentes passou-se aos pronunciamentos. O Presidente da Acarpa, Fred Elias, deu as boas-vindas e falou da importância do evento para Patrocínio e região. Em seguida falou o Presidente da Expocaccer, Ricardo Bartholo, no ato também representando o Presidente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Francisco Sérgio. Prosseguido com os pronunciamentos falaram Sílvio Farnese - Diretor do Departamento de Café, Cana de Açúcar e Agroenergia do Ministério da Agricultura; o Presidente do CNC, Silas Brasileiro (segundo à esq. / foto: Patrocínio Online), e o Prefeito de Patrocínio, Deiró Moreira Marra.


Na sequência aconteceu a palestra “Cenário econômico e impacto no agronegócio café”, pelo Chefe da Brasilprev, Edgard de Abreu Cardoso.Em sua fala, Cardoso concluiu que as perspectivas para os próximos meses são de melhoras para o agronegócio brasileiro, visto a recuperação dos preços de commodities.


Com o tema “Estratégias para um manejo sustentável da Broca de Café”, foi realizada a mesa redonda com os debatedores Jandir da Cruz Castro Filho - COCAPEC (Alta Mogiana); Eduardo Mosca – ACA (Região Cerrado Mineiro); Marcelo Montanari – Engenheiro Agrônomo (Região Cerrado Mineiro); Roberto Felicori – Gerente do Departamento Técnico da Cocatrel (Sul de Minas) e André Gentile – Formando em Agronomia do Unicerp e Estagiário do Educampo Expocaccer. César Elias Botelho – Pesquisador e Coordenador do Programa Estadual de Cafeicultura da Epamig foi o moderador.


O debate foi amplo e baseou-se em pesquisas e acompanhamentos de campos. Ficou clara a preocupação dos participantes num manejo efetivo para o controle da praga, não bastando o uso de defensivos. Na oportunidade a Federação dos Cafeicultores do Cerrado apresentou o projeto Vazio Sanitário da Broca, que tem por objetivo conscientizar os produtores de repasses bem feitos e diminuição do número de focos da praga nas lavouras para próxima safra. Todas as palestras contaram com expressivo público.


EVENTOS SIMULTÂNEOS

A movimentação abrangeu a CAFETERIA DULCERRADO e FEIRA DE MÁQUINAS, IMPLEMENTOS, INSUMOS E TECNOLOGIA, além dos estandes onde os visitantes puderam conhecer de perto produtos, degustar queijos, cafés, licores, sucos e realizar negócios.


SALA EXPERIÊNCIA

Na Sala Experiência aconteceu o Workshop experiência: como encantar pessoas no negócio da família. Com inscrições antecipadas e limitadas o whorkshop foi um sucesso de público.Finalizando as atividades da Sala Experiência foi realizada a palestra “Noctovi – Nova estratégia de manejo do Bicho-Mineiro” num oferecimento da ArystaLifescience.


ESTAÇÃO SENAI/FIEMG

A Estação Senai/Fiemg estará oferecendo todos os dias cursos gratuitos com emissão de certificados. Neste primeiro dia forma dois cursos oferecidos: Boas práticas na manutenção diária do trator e Pneus agrícolas (rodados): principais cuidados para uma longa vida útil. Os cursos serão sempre às 14h e às 15h.


SORTEIO DE PRÊMIOS

Para encerrar as atividades do primeiro dia realizou-se o sorteio de prêmios aos produtores que realizaram negócios na feira. Os ganhadores foram ShiguekazuKarasawa – Moto de mover café (SicoobCoopacredi); Maurício Carvalho Brandão – Pulverizador Costal (Jacto e Park)e Marcos Roberto Fernandes – 10 kg de Prometa (Nortox).

Sobre Silas Brasileiro

Estatuto do Idoso 

Balanço Semanal