Funcafé: CMN aprova redistribuição de recursos remanescentes reservados para recuperação de cafezais


O Conselho Monetário Nacional (CMN) se reuniu nesta quinta-feira, 25/11, para definir a realocação dos recursos remanescentes do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) na linha de recuperação de cafezais atingidos pela seca e geadas, reservados em R$1,319 bilhão. A proposta aprovada pelo Comitê Técnico do Conselho Deliberativo da Política de Café (CDPC) definiu a realocação dos valores da seguinte forma:

Crédito de Custeio: R$130.500.865,00; Crédito de Comercialização: R$179.801.191,00; Financiamento para Aquisição de Café (FAC): R$162.401.076,00; Crédito para Capital de Giro: R$191.401.268,00.

“Mais uma vez agradecemos a todos os envolvidos nesse importante processo de ajustes no Funcafé para atender as demandas. A celeridade e responsabilidade do CNC, do CDPC, do Ministério da Agricultura, das entidades públicas e privadas, além do CMN fizeram a diferença para que os cafeicultores fossem e sejam atendidos da melhor maneira possível”, avalia Silas Brasileiro, presidente do Conselho Nacional do Café (CNC).

Acesse a publicação na íntegra: Clique aqui

Sobre Silas Brasileiro

Estatuto do Idoso 

Balanço Semanal